Práticas para otimizar a movimentação de cargas na empresa

Práticas para otimizar a movimentação de cargas na empresa

25 de março de 2022

A movimentação de carga é um processo logístico importante e decisivo para fluxos de trabalho eficientes. Trata-se de uma atividade que merece atenção especial, de modo a garantir tarefas precisas, livres de riscos e prejuízos.

Para isso, a movimentação de cargas deve ser executada da forma correta, com o uso de equipamentos e acessórios específicos — pensados conforme as características das atividades, com intuito de:

  • prevenir danos;
  • proteger os profissionais;
  • evitar perda nos carregamentos.

Se você deseja entender mais sobre o assunto e melhorar a movimentação de carga na sua empresa, então veio ao lugar certo! Continue a leitura e veja quais são os equipamentos e categorias dessa atividade, e a importância de contar com itens de qualidade nesse processo.

 

Tipos de equipamentos de movimentação de carga

A movimentação de cargas é um serviço essencial e influência nos resultados e satisfação dos clientes. São tarefas que compõem a logística interna e visam a organização de materiais para atender diversas demandas, como:

  • estoque;
  • processos produtivos;
  • envio ao cliente final.

Para isso, são usados diversos tipos de equipamentos, definidos conforme as características e objetivos da empresa, responsáveis pela elevação, transferência e movimentação de materiais de peso significativo, com agilidade, segurança e praticidade.

A escolha correta dos materiais na execução dessa tarefa é crucial para o sucesso das operações. Em outras palavras, é o que garantirá o desempenho das funções com facilidade, aperfeiçoando tarefas e promovendo segurança ocupacional.

Veja, nos próximos tópicos, quais são os tipos de equipamentos usados na movimentação de carga!

Empilhadeiras

As empilhadeiras são um dos principais equipamentos para realizar atividades de: 

  • carga;
  • descarga;
  • movimentação;
  • organização de estoques.

Tem diversos tipos e tamanhos, com capacidade de carga que pode atingir até 16 toneladas. Conheça, a seguir, os três tipos mais comuns desses equipamentos!

Empilhadeiras retráteis

Considerado um modelo compacto, as empilhadeiras retráteis são alimentadas por baterias elétricas e ideais nos trabalhos internos. Ele é composto por uma torre, que se movimenta a partir dos comandos do operador, levantando cargas com precisão.

Empilhadeiras patoladas

As empilhadeiras patoladas são máquinas pequenas, indicadas em ambientes internos ou de difícil circulação. Nela, o operador trabalha em pé e aciona os comandos para tração e suspensão das mercadorias, normalmente acomodadas em pallets.

Empilhadeiras contrabalançadas

As empilhadeiras contrabalançadas têm um peso na parte traseira de modo a atingir o equilíbrio necessário durante a movimentação de cargas pesadas. Elas são movidas por motores a combustão, e indicadas para pátios e ambientes abertos.

Transpaletes

Os transpaletes exercem funções importantes e proporcionam praticidade na movimentação horizontal de cargas. Ao contrário das empilhadeiras, esses equipamentos não realizam trabalhos em altura e se limitam às tarefas de organização de cargas no piso.

Entenda quais são os dois tipos de transpaletes existentes!

Transpaletes manuais

Com capacidade de carga que pode chegar a 2,5 toneladas, os transpaletes manuais são ferramentas comuns nas empresas. Com a mercadoria organizada em pallets, o operador realiza ações manuais, eleva a carga e realiza as movimentações com praticidade.

Transpaletes elétricos

Os transpaletes elétricos seguem a mesma ideia dos manuais, porém, a elevação da carga acontece de forma automática. É indicado na movimentação horizontal de mercadorias em distâncias médias, pois, o operador trabalha em pé e não precisa empurrar a carga.

Guindastes

A movimentação de cargas extremamente pesadas e grandes podem ser realizadas com apoio de um guindaste, estruturas maiores e resistentes. Por isso, esses equipamentos são utilizados em atividades específicas, como na construção civil e portos.

Alguns tipos de guindastes são:

  • gruas;
  • caminhões munck;
  • pinça ou multiangular.

Transelevadores

A tecnologia está revolucionando as atividades logísticas, exemplo disso são os transelevadores, que realizam movimentações de carga automaticamente. São equipamentos instalados nos estoques e movimentam cargas em pallets ou caixas, agilizando a separação de mercadorias.

Pontes rolantes

As pontes rolantes são equipamentos para movimentação de cargas pesadas nos ambientes fixos. É uma estrutura de grande porte instalada em um galpão com mecanismos de elevar e movimentar objetos pesados em curtas distâncias.

Comboios

Os comboios, ou locomotivas, visam a movimentação horizontal de cargas em distâncias maiores na empresa. Funcionam como um trem, com vários compartimentos puxados por um rebocador elétrico ou motor a combustão.

Esteiras transportadoras

As esteiras são um dos equipamentos mais importantes para agilizar processos produtivos e logísticos em empresas, oferecendo ótimo custo-benefício. 

É uma solução ideal no caso de cargas leves e deslocamentos entre setores, evitando esforços e preservando a segurança ocupacional.

Três categorias de equipamentos de movimentação de carga

Como vimos até agora, existem vários tipos de equipamentos para movimentação de cargas, que se encaixam em todas as necessidades de uso. Além disso, eles são divididos em categorias visando auxiliar os gestores na identificação dos instrumentos ideais para cada situação. Saiba, a seguir, quais são as principais categorias dos equipamentos de movimentação de carga!

Veículos industriais

Os veículos industriais têm dois tipos:

  • manuais, como os transpaletes;
  • motorizados, como as empilhadeiras.

São recursos usados em movimentações horizontais e verticais de cargas de diferentes portes e tamanhos.

Equipamentos de elevação e transferência

Nessa categoria, os equipamentos são aproveitados na elevação, transferência e movimentação de carga para diferentes pontos de um espaço. Geralmente, são itens dedicados a manusear cargas expressivas e volumosas em curtas distâncias em uma empresa.

Transportadores contínuos

Os transportadores contínuos são uma categoria de equipamentos que transportam diversos tipos de cargas de um local a outro. O exemplo mais comum são as esteiras, alocadas em:

  • armazém;
  • montagem;
  • linha de produção;
  • estoque de uma empresa.

Componentes para movimentação de cargas

As correntes de grau 8 e seus acessórios, como cabos de aços e cintas têxteis, são componentes indispensáveis na movimentação segura de cargas, seja em ambientes industriais, construção civil e logística.

Conte com materiais de qualidade

A movimentação de carga é uma atividade que deve ser desenvolvida com todo cuidado e treinamento, pois, os erros podem levar a acidentes graves. Além disso, outro ponto fundamental, quando falamos em garantir segurança, é a qualidade dos equipamentos e acessórios usados.

Para assegurar atividades livres de riscos, é imprescindível contar com recursos adequados e de qualidade. Por conta disso, sempre priorize fornecedores reconhecidos e tradicionais no mercado, de modo a ter tarefas precisas e proteger seus funcionários.

 

Inspeções obrigatórias e recertificação

A segurança é essencial na movimentação de cargas, por isso, é preciso garantir que os cabos de aço e correntes estejam sempre em boas condições. Assim, realizar inspeções periódicas é a melhor forma de certificar que tudo está perfeito e seguro.

Dessa forma, estabeleça procedimentos para inspeções, defina responsáveis e adquira apenas produtos certificados. É uma ação preventiva que fará toda a diferença de modo a evitar riscos de acidentes, melhorar a produtividade e o clima organizacional.

Se deseja contar com acessórios de qualidade e resistentes, a Metalúrgica São Raphael é a melhor alternativa. Produzidos, testados e certificados pelas principais normas de segurança, os produtos da empresa passam por processos modernos visando atividades seguras e eficientes.

Na São Raphael, você encontra um portfólio variado de produtos para movimentação de cargas, como:

  • correntes;
  • cabos de aço;
  • manilhas;
  • ganchos e acessórios diversos.

Assim, sua organização tem apoio nas atividades e a tranquilidade de contar com itens confiáveis.

Viu como a movimentação de cargas é um assunto importante e exige equipamentos específicos? Por isso, não deixe de usar itens produzidos por empresas confiáveis para ter durabilidade e reduzir os riscos de perdas e acidentes.

Agora que você já sabe como otimizar a movimentação de cargas na sua empresa, o que acha de conhecer assessórios de qualidade para otimizar suas tarefas? Não perca tempo e acesse agora mesmo a página de produtos da São Raphael!


Voltar

Compartilhe

    Inscreva-se para receber novidades da São Raphael!